15 DE MAIO  - DIA DE LUTA

Em Ribeirão Preto, o ato teve a participação dos alunos da USP, que percorreram em passeata, mais de 6 quilômetros, dos portões da Universidade, até a Esplanada do Theatro Pedro II, além de entidades de Educação, como o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo - APEOESP,  Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo - ADUSP, Sindicato dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Ribeirão Preto e Região -  SINPAAE, Sindicato de Especialistas de Educação do Magistério Oficial do Estado de São Paulo - UDEMO, Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial do Estado de São Paulo -  APASE, Sindicato dos Trabalhadores da Universidade de São Paulo - Sintusp,  Associação de Pós-Graduação e o Diretório Central dos Estudantes - DCE, que também idealizaram o protesto contra a reforma da previdência, para garantir o direito a uma aposentadoria digna a todos os trabalhadores. 
  Por volta das 11h, os alunos da USP/RP chegaram ao centro da cidade e lotaram a Explanada do Theatro Pedro II, junta-mente com um grande número de pessoas, já presentes, entre estudantes de outras universidades e de ensino médio, da rede pública e particular, onde foi realizada uma aula pública.
  Os alunos se manifestaram com diversas palavras de ordem em defesa da Educação. Representantes de alunos, profes-sores da USP e integrantes das entidades, utilizaram o micro-fone para dar sua visão dos fatos. 
  Às 16h, na praça XV de Novembro, aconteceu o Ato Público, com a participação de diversas lideranças da Educação, alunos universitários e também do ensino médio. 
  Em seguida, todos caminharam em passeata até a Câmara Municipal de Ribeirão Preto, para discussão sobre a "Escola sem Partido".
  O que se pôde sentir é que o movimento de união contra as decisões erradas do governo, começa a ganhar força, despertando em todos a necessidade de se pensar em Ribeirão Preto, na formação de um comitê de Educação, mais que isto, da consciência de que a união de todos será a "arma" contra aqueles que querem retroceder a história e tirar tudo aquilo que com muita luta foi conquistado durante décadas.
  Este dia de luta foi uma preparação para a greve geral marcada para o próximo dia 14 de junho, que reunirá em todo o País, trabalhadores de todos os segmentos da sociedade, inclusive com a força da união estudantil, entidades de classe, sindicatos e todos aqueles que não concordam com um governo que quer impor à força, sem a participação da população, ações que prejudicam o Brasil e os brasileiros, em todos os setores.

Rua Quintino Bocaiúva, 54 - Centro

CEP: 14015-160 - Ribeirão Preto /SP

 

 

Telefone: (16) 3615 8200    WhatSapp (16) 99297 0606

 

 

 

 

By Jonny Andersun